domingo, 16 de janeiro de 2011

Deus.

A fidelidade do meu Deus comigo é algo inacreditável. Pela terceira vez (hoje foi a terceira) me livrei de ser assaltado pela graça do meu Deus. E eu, ingratamente, falava que era azarada. Que filha ingrata eu fui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário