terça-feira, 8 de maio de 2018

sobre acordar. mais uma vez.

às vezes eu perco o foco. talvez seja normal. não sei. às vezes o desânimo me bate e eu desisto das coisas por uns dias.

ainda tô me levantando novamente. a ficha tem caído ao perceber o que perdi nessa última semana.

semana que não volta mais. tempo que não volta mais.




















a vida é curta.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

sobre ansiedade e talvez algo mais

passei um mês intenso. o mês de março foi incrível! cheio de trabalhos cursos, aprendizado e crescimento. mas me sinto tão insegura! insegura com o amanhã, com minha instabilidade financeira, com sonhos ainda não realizados...

parece existir uma dualidade em mim. uma confusão! às vezes sei o que quero, às vezes não tenho mais tanta certeza.

essa semana foi de pausas. pausas essas que acabam me atrapalhando, porque para as responsabilidades que assumi, eu preciso produzir. mas minha ansiedade quanto o amanhã me paralisa algumas vezes, mesmo sabendo que "para cada dia basta o seu mal".

sem contar na minha formação. nossa, como isso me inquieta! investi 4 anos na graduação mais 1 de pós. outro 1 ano tentando mestrado e não consegui. será que devo abrir mão disso? mas e se eu tentar e conseguir? mas depois do mestrado e doutorado, qual minha estabilidade? será que devo tentar concurso agora? será que devo investir na continuação dos meus estudos e depois tentar concurso? mas eu já tenho 26! são muitos anos pra isso tudo acontecer! e se eu fizer tudo isso e tiver que parar com meus trabalhos? mas e se esses trabalhos não me derem essa estabilidade?

percebe minha confusão e insegurança?

e outras coisas sendo trabalhadas em mim. sobre "ei catarina você é livre para pedir coisas a Deus", como tem lá em mateus 21. mas essa é uma questão que ainda tá sendo ministrada em meu coração.

ao mesmo tempo vejo Deus cuidando de mim e me dando o necessário. e é aí que percebo como é pequena a minha fé e limitada minha visão. tudo isso é ilusão. é correr atrás do vento. - eclesiastes.















.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

sobre mudanças

tanta coisa tem acontecido, blog! e tenho vivido tudo isso de verdade, sabe? sem postar aqui. mas 2017 foi incrível! foi um ano de trabalho, tanto interno quanto externo. me arrisco a dizer que 2017 foi o melhor ano pra mim e um dia, conversando com minha amiga, ela me perguntou como posso dizer isso, já que tanta coisa aconteceu: pontos finais foram colocados, coisas expostas, tanta lágrima, tanto aprendizado... enxerguei que tenho, PRECISO lutar por mim... enfim. daí parei, pensei, e me dei conta do porque realmente achar que 2017 foi o melhor ano! tudo depende da forma que você quer enxergar as coisas.

o trabalhar continua. sabe, Deus tem colocado pessoas na minha vida, projetos, ideias... Ele tem cuidado de mim e da minha casa! tem me moldado. e isso dói! dói muito! matar a si mesma dói. mas é uma morte que traz vida, então é melhor deixar doer.

as ideias foram soltas, mas espero que, tendo uma oportunidade de reler esse texto daqui há algumas semanas, eu lembre de como me senti (essa é a melhor parte de um blog pessoal, na minha opinião). eu espero que possa lembrar que hoje vejo com clareza. e que quero enxergar ainda mais!










"Antes eu Te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu Te vejo com os meu próprios olhos."
Jó 42.5

segunda-feira, 17 de julho de 2017

sobre se convencer bem tarde das coisas

eu nem sei exatamente o  que dizer. queria desabafar aqui, mas as palavras sumiram.

como eu sou estúpida por acreditar e sempre justificar. como eu posso ainda me importar tanto com o que você pensa, quando claramente, não importa! nada que eu faça vai te fazer me enxergar de outra forma. depois de tanto tempo, e ainda levantar essa poeira que finalmente já tinha baixado. depois de tanto tempo, depois do pedido de desculpa, falar que a culpa é apenas minha!

tudo bem. mas é tão pequena a forma que você me vê. e isso dói.

na verdade, doía mais. depois de dois anos, depois de tantas lágrimas, depois de tanta oração, finalmente a paz aqui dentro existe, e não vem de mim.
















"eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você" sl 32.8

sábado, 19 de novembro de 2016

sobre coisas novas

conheci um monte de gente que demonstra valer a pena permanecer.
permanecer no Evangelho; permanecer lutando; permanecer resistindo.

uma dessas pessoas eu já conhecia, mas só agora estou tenho aproximação. ela me inspira. me alerta sobre cuidar de mim, do meu espírito, do meu coração e do meu corpo. Deus é bom por trazer pessoas assim pra perto de mim.

esses dias foram bons. mesmo eu tendo me machucado muito fisicamente (pólo aquático é amor, mas violento demais, sem or!) e emocionalmente (nem foi tanto assim, mas entendi que tenho que ficar mais atenta), tudo valeu a pena.



















Deus é bom <3 font="">

terça-feira, 20 de setembro de 2016

sobre incômodo

não dói mais tanto assim, pelo menos não agora, mas me incomoda muito não falar mais contigo. não ficar mais contigo. mas incomoda ainda mais ficar com você, sabendo que apenas eu não basto.
























vai passar.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

sobre desespero

é desesperador lembrar que o senhor não vai conhecer meus filhos. isso destrói minha alma.

é desesperador perceber o quanto me enganei, o quanto fiz ser especial e hoje ver que não sou nada pra pessoa.

é desesperador e parece ser inconsolável, algumas vezes.




















como eu queria o senhor aqui.